Ler é um convite à vida

Se meu comportamento é, também (e talvez principalmente), o resultado de minhas leituras, então eu sou muitas coisas. Boas e ruins.

Li um artigo que falava justamente disso. É muito forte o que a leitura influi em quem verdadeiramente se dispõe a sentir e aprender a cada livro finalizado. Uma forma intensa de viver, afinal, são sempre mundos novos a que nos permitimos entrar, vidas novas a que nos permitimos usar como professores, ações e reações que nos fazem pensar “E se fosse comigo?”.

A leitura é uma forma de felicidade que só está ao alcance das mentes mais livres. Aquelas que são capazes de se desvestir de suas preocupações diárias para atravessar a barreia do conhecimento, da paixão, do deleite e adentrar aos mais sublimes mistérios.

Lembro até hoje de minhas primeiras Leituras. Essas mesmo, com L maiúsculo. Pedro Bandeira está muito presente em meu passado, com suas deliciosas mostras de lealdade, amizade, carinho. Tais leituras, da querida série Os Karas, foram essenciais para me moldar como uma leitora ávida que sou hoje. Uma leitora que busca sempre a melhor de cada personagem para usar em meu dia a dia, e ver que o pior de cada um também faz quem ele é (e algumas vezes quem eu sou). Desperta em nós um senso crítico interessante, por assim dizer. Um senso crítico que transcende a mesmice apregoada aos borbotões por mídias sociais.

Se está em dúvida, se tem desejos de adquirir conhecimento, não se limite a encontrar resposta em um único livro. Vá a todos os que estão ao seu alcance e melhore o seu senso crítico. Nessas ocasiões, não existe uma única verdade, mas aquela certeza de que aquilo que nós necessitamos a alcançaremos em dado momento.

E falando em Leituras importantes, eu não poderia deixar de citar Harry Potter. Afinal, sou dessa geração, mesmo que tenha iniciado com os filmes e meu primeiro livro dele tenha sico Cálice de Fogo (pois eu precisava saber a que ponto a coisa afundaria por Rabicho ter escapado). A importância de Harry Potter foi justamente o que a citação do artigo, aí em cima, fala: ele foi algo que eu necessitava alcançar no momento.

Pois cada fase de nossas vidas, assim como cada livro, é única. Às vezes precisamos de um romance leve, outras vezes de uma aventura regada de amizade sincera, outras um pouco de realidade para que nós valorizemos o que há de realmente bom em nossas vidas. Algumas vezes, há tudo isso em um único livro (culpa da maravilhosa verossimilhança!). E cabe a nós, leitores, vermos e enxergarmos que:

A leitura também oferece sentido à existência. Ler […] é um convite à vida.

2010051901432793.gif

 Fonte das citações desta postagem: Portal Raízes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s