Ando devagar porque já tive pressa

 

Lagoa da cidade

 

Existe uma certa exigência em parar e olhar. 

Olhar os adultos correndo numa manhã de trabalho. Olhar as crianças bocejando no ponto de ônibus. Olhar os bebês dormindo em seus berços ou dançando ao som de All about that bass no banco traseiro do carro (pois dois anos ainda é ser bebê).

Mas a maior das exigências é olhar para um céu azul de poucas nuvens, mesmo que este céu se encontre parcialmente oculto por um pé-direito alto, um pilar e a estreita porta do escritório. Sem falar na tela do computador, que te exige tanto que às vezes é difícil mandá-la às favas.

 

Via Google

Gostar de olhar o céu azul ou a lagoa calma entre verdes e asfaltos é uma imposição. Não da sociedade. Ou da cultura preguiçosa. É uma exigência nossa, de nosso estresse rotineiro que só faz com que o dia corra mais rápido e sem altos e baixos; apenas naquela mesmice que, sim, faz o dia correr muito mais rápido. Culpar o tempo é consequência. Quase uma obrigação. Uma maneira de dizer: a culpa não é minha, é dele, ele que começou, não eu! (pode-se emendar aí um pai ou mãe ou professor – o vocativo não importa, desde que não seja eu mesmo).

A questão é que parar por uns dias, seja pelo feriado ou por uma folga forçada para ajudar a irmã recém intitulada mãe, nos força a perceber que correr é coisa de atleta. E eles, ainda por cima, só o fazem por alguns momentos. Correr fora das pistas é coisa de gente doida. Correr com dedos num teclado, com telefone à orelha, sentado num banco de carro ao volante ou não. No fim não haverá faixa de vencedor, apenas um sofá nem tão macio e uma comida semi-congelada que ninguém teve paciência de deixar mais tempo no micro-ondas.

Não que o tempo vá prover, mas… Bem, ele vai. Prover a tranquilidade em vez da enxaqueca. E sua percepção de um sorriso e não de uma careta de desgosto. E se você me diz que “é correndo que se chega lá”, eu te falo: qual a graça de ter uma vida corrida, quando a pressa é inimiga da perfeição?

 

Via Google
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s