Dois de Laini Taylor

Dias de Sangue e Estrelas

Uma das coisas que faz eu amar livros cada vez mais é o que eles fazem comigo depois que eu leio a última palavra da última página do último capítulo. Há livros, é claro, que me fazem dizer “Aleluia!” por ter conseguido terminar. E, é óbvio, há aqueles que eu fico olhando e olhando, como se mais palavras fossem simplesmente cair do céu até as páginas finais. 

Comecei com Feita de Fumaça e Osso (resenha aqui) de maneira despretensiosa. Apeguei-me a Karou e Akiva sem perceber, lamentando por eles, torcendo por eles, sentindo o que eles sentiam enquanto Laini Taylor destrinchava na sequência Dias de Sangue e Estrelas e Sonhos com Deuses e Monstros.

Depois que terminei de ler o terceiro livro da trilogia, me senti meio zonza. E um tanto alucinada. Há certas coisas que eu prezo muito em literatura. Não, não é a verossimilhança. Ela pode ficar num…ahm…terceiro lugar, talvez. Penso que em primeiro lugar vem sempre os personagens. São eles que nos fazem querer continuar a virar as páginas, querer descobrir o que os aguarda. Amor, separação, morte ou vida? Em segundo lugar vem a narrativa. Um “jovem adulto” abrange tantas narrativas que só sabendo do que o livro se trata a gente pode escolher melhor.

Sonhos com Deuses e Monstros

A trilogia da Laini Taylor tem partes sombrias. Afinal, os livros falam de guerra entre quimeras e anjos, aniquilação de raças, vidas ceifadas, e até que ponto isso irá afetar o mundo humano. Mas também fala de amor e amizade, de pessoas de dezoito anos e criaturas que viveram séculos demais. Àquelas estão diretamente ligadas à leveza da narrativa. Faz rir mesmo que o peso do mundo esteja nos ombros da principais personagens – e que sentimos a todo momento. Há música, há calmaria. Há risos. Assim como há choros, luta. Guerra.

Falar da trilogia Feita de Fumaça e Osso é falar disso tudo. E também (outra coisa que adoro em literatura) de drama. Drama por não saber, até a última página, o que realmente vai ser dos personagens que você aprendeu a gostar. Fica ali, sofrendo, querendo que eles se veem logo, se abracem logo, se beijem logo. E, enquanto isso não acontece, sofre com eles por essa separação, o que foram obrigados a fazer depois de tudo o que sofreram, apenas para sofrerem ainda mais (sim, muito sofrimento!). E não falo aqui apenas dos principais. Pois Taylor conseguiu desenvolver de maneira incrível seus personagens secundários, tão importantes na trama.

Ela segura os acontecimentos com uma mão apertada, deixando o leitor angustiado, sofrendo junto. E, então, você se vê igual aos rebeldes que se juntam. Improváveis, mas tão, tão essenciais. E é nesse momento que você vê que as diferenças não devem ser vistas como imposição, e sim com algo que se completa. Tem tanto ali de realidade, nos atos de serafins e quimeras que se envolvem apesar da guerra vivida há tantos anos, que você começa a pensar nas nossas próprias. Guerras verdadeiras que exterminaram seres humanos apenas por eles serem diferentes daqueles que se acham em supremacia. Você encontra nas palavras de Taylor um conceito pré-concebido sobre as criaturas, um conceito moldado por aqueles que estão no poder. Um conceito de que, se é diferente, deve ser exterminado.

E é isso que amo em livros. O que ele faz comigo depois de ler a última palavra da última página do último capítulo. Essa realidade tão intrínseca na literatura. E essa literatura tão enraizada em nossa – ainda distorcida – realidade.


Título: Dias de Sangue e Estrelas
Original: Days of Blood and Starlights
Editora: Intrínseca 
Edição/Ano: 2013
Páginas: 444
Sites: Skoob; Laini Taylor

 

 
Título:
 Sonhos com Deuses e Monstros
Original: Dreams of Gods and Monsters
Editora: Intrínseca 
Edição/Ano: 2015
Páginas: 558
Sites: SkoobLaini Taylor

Anúncios

Um comentário sobre “Dois de Laini Taylor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s