08 de Março: sem flores e mais respeito

De uns tempos para cá, eu venho percebendo que há uma veia Feminista em mim. Ela sempre esteve lá, oculta por imaturidades, por falta de um estopim. Oculta por desconhecer por qual motivo determinados sentimentos e situações me eram muito incômodas.

Seis anos atrás conheci um grupo de pessoas que nunca pensei que fariam grande diferença em minha vida. Ah, sim, a gente nunca pensa que pessoas que conhecemos por internet se tornarão tão especiais. Ano passado, em nosso “aniversário” de cinco anos, nos encontramos em Porto Alegre. Foi um fim de semana maravilhoso, com cumplicidades, amizade e carinho que são imensuráveis. A ligação desse grupo vai além do que nos juntou.

Seis anos atrás, discutíamos sobre Harry Potter. Hoje, o assunto diverge e se amplia de maneira maravilhosa. Agora, falamos sobre Feminismo. Sobre minorias. Sobre maiorias. Sobre Direitos (com D maiúsculo), sobre Humanidade.

Hoje li um texto no Sul 21 de uma dessas amigas que respeito. Mas não é de hoje que sei do que ela diz. 

É realmente ultrajante transformar o 08 de março em um dia de flores e bombons. É ultrajante perceber que este mês foi marcado por tantas situações controversas. Hoje era para lembrarmos de mulheres que morreram por tantos anos, por, simplesmente, desejarem ser iguais. Desejarem direitos que qualquer ser humano deveria ter. Hoje deveria ser um dia que tudo pararia para as mídias emitirem que HOJE não haveria mortes por você não seguir o estereótipo homem/branco/hétero. Hoje você seria tratado como um ser humano, e, como tal, seria tratado igual e justamente.

Mas o que vemos são mortes no mundo inteiro, descaso com a vida. Vemos um mundo em que ser diferente é errado, é crime de morte. Vemos pessoas se preocuparem com o que os outros são, como se isso mudasse, de verdade, suas vidas. Pois não muda.

08 de março é, sim, um dia de comemoração. Pois comemoramos nosso primeiro passo, o qual foi realmente difícil de ser dado. E, por termos começado essa caminhada por Justiça e Direitos, 08 de março também é uma data que nos empurra cada vez mais para frente. Nunca esquecendo o que se passou, e sempre fortes para o que vai vir.

Não somos vítim@s. Somos lutador@s.

Somos mulheres.

Somos maioria.

***************************************************

As marcações neste posts são de Blogs que sigo. Blogs Feministas sim, mas, antes de tudo, Blogs que prezam a humanidade como meio de vida. Vale muito a pena conferir e perceber que você não é @ únic@ que grita por igualdade.

Biscate Social Club

Blogueiras Feministas

Escreve, Lola, escreva

Anúncios

3 comentários sobre “08 de Março: sem flores e mais respeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s